Documentário: Cabra Marcado Para Morrer

Publicado por Rever Produções em

Cabra Marcado Para Morrer (Eduardo Coutinho – 1984)

Um documentário brasileiro eleito como um dos melhores 100 filmes brasileiros de todos os tempos, segundo a Associação Brasileira de Críticos de Cinema. E não é exagero, visto que, além de retratar uma dura realidade de luta social, é um filme que enfrentou os anos mais duros da história do país.

Este documentário fala da história política do líder da liga camponesa de Sapé (Paraíba), João Pedro Teixeira, assassinado em 1962 pelo chamado grupo de várzea – grupo formado por latifundiários donos das várzeas do Paraíba com alta influência política e tinham violenta forma de tratar os conflitos de terra local, visto que o estado não exercia controle sob seus atos.

João lutava pela organização das Ligas Camponesas, pelos direitos dos trabalhadores e pela reforma agrária. Ele, junto a outros companheiros que deram sua vida pelos seus ideais, buscavam a dignidade do trabalho no campo. E em 1962 caiu em uma emboscada, sendo morto a mando de Aguinaldo Veloso Borges, que, por representar o poderio do bloco agroindustrial, não foi preso.

Um fato interessante deste documentário é que as filmagens foram iniciadas em fevereiro de 1964 e finalizadas apenas em 1984. Por quê? Porque a ditadura, o golpe militar, acontecia naquele momento no Brasil. Assim, durante as gravações no Engenho Galiléia (Pernambuco), militares cercaram o local e prenderam parte da equipe de Eduardo Coutinho, alegando associação ao comunismo.

Dezessete anos depois, após os anos de chumbo do nosso país, Coutinho retornou a Sapé para retomar as gravações do documentário, levando também a viúva de João Pedro Teixeira, que vivia na clandestinidade na cidade de São Rafael (Rio Grande do Norte). Elizabeth Altino Teixeira, que se escondia com o nome de Marta Maria Costa, retornou a Sapé com Coutinho e depois foi morar em uma casa em João Pessoa (Paraíba), doação do diretor Coutinho.

Sinopse

Trailer Oficial

Fontes:
História Net: Cabra Marcado Para Morrer
Frei Anastácio – Aniversário de Morte de João Pedro Teixeira
Pedro Fazendeiro: Trajetória, Luta e Dor de um Líder – Texto de Janicleide Martins de Morais Alves


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *