Diário de Bordo #6 — Revendo Taubaté

Publicado por Bruno Urzua em

Nem sei por onde começar. Nem sei o que escrever. Nem sei o que pensar sobre… Por que? Hoje gravamos com o Benedito Galvão o episódio da Igreja Santa Teresinha. E olha, temos um material lindo demais com a gente.

Não vou explanar tudo o que foi dito, mas apenas contar rapidamente a experiência que tivemos.

Para começar: montamos um cenário de gravação dentro de uma igreja em um dia de funcionamento normal. Isso pra mim já é super diferente. Luz, câmera, som, AÇÃO.

1h de fala do professor Galvão. Desde o início do seu interesse pela Igreja, passando pela construção da mesma, até o reconhecimento de ser a 1ª igreja de Santa Teresinha do mundo. Ah, e o fim é arrepiante. Sabe aquela fala que acontece de coração aberto e levita até seu cerebelo? Uau. Foi incrível.

E tivemos um bônus ainda. O professor pediu que ligassem as luzes da igreja para fazermos umas imagens lá de cima. É. Subimos até o 2º nível, passando pela sala dos santos. E vocês não tem noção como é alto lá. De fora a igreja parece altinha. De dentro parece um prédio.

É isso. Mais uma vez saímos boquiabertos e sem palavras. Foi ótimo! É nítida a benção recebida para o projeto vindo de Santa Teresinha. Independente da sua crença, lhes garanto: estamos abençoados. Agora é pau na máquina e vamos continuar nossas jornadas.

Taubaté, 15 de agosto de dois mil e dezessete.
Bruno Urzua, sócio-proprietário da Rever Produções.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *